28 setembro 2014

UM DOS MAIS MODERNOS E BEM INSTALADOS ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA DE NATAL E DO RIO GRANDE DO NORTE


Sala de Recepção

Sala de Reuniões

Detalhes da Sala de Reuniões

Ainda Sala de Reuniões

Continua Sala de Reuniões
Sala de Atendimento ao clientes

Sala de Atendimento Mesa Doutora Vanusa

                                           Sala de Atendimento Mesa Doutor Luiz Gonzaga
Bandeja da Sala de Reuniões

Jarros da Sala de Reuniões
Detalhes da Sala de Atendimento
Sala de Reuniões
Sala de Reuniões

Detalhes da Sala de Reuniões
Casais sócios do M&S ADVOCACIA

Doutora Vanusa e Henrique
Doutor Luiz Gonzaga e Gelza
As duas primeiras damas do M&S Advocacia
Em outro Ângulo
O NASCIMENTO
Ainda  Acadêmicos do curso de Direito, através de uma conversa com nosso professor Dr. Marcus Vinícius, que já juiz em Macau, ele nos aconselhou a abrimos nosso Próprio Escritório e, como éramos da Comissão de Formatura da Turma 5 NC, da Universidade Potiguar, dai  topamos e fomos em frente os Acadêmicos Luiz Gonzaga e Vanusa Medeiros, alugaram uma sala no edifício Profissional Center e dois meses depois as despesas já estavam sendo pagas totalmente com os frutos oriundos do trabalho em nosso escritório.
Alguns anos se passaram e, hoje estamos no Edifício Themis Tower, um dos melhores prédios comercial de Natal, localizado na Rua Doutor Luiz Felipe Câmara, 55 em Lagoa Nova. Adquirimos com recursos próprios duas salas no 1º andar, salas 103 e 104, que custaram mais de 300 mil reais e, equipamos, transformando hoje em um escritório dos mais bem instalados e equipados de Natal.

ESCRITÓRIO DE JOÃO PESSOA
Em parceria com o Dr. José Medeiros, abrimos também uma filial do M&S ADVOCACIA em João Pessoa, que hoje é já podemos afirmar que terá o mesmo sucesso e alcançará os números da matriz  de Natal.

A EQUIPE
Nossa equipe é composta por cinco advogados, sendo dois especialistas em Direito Previdênciária, os Drs. Luiz Gonzaga e Vanusa Medeiros, um em Direito Trabalhista a Dra. Simone Dunke e duas em Direito Civil as Drs. Chyntya Emerenciano e Juliana Marques.

DA CLIENTELA
Com uma clientela que já ultrapassa os 3 mil, o M&S ADVOCACIA, se torna um escritório de Porte Médio muito próximo a um escritório grande, considerado o publico natalense.
Detalhe do Banheiro



 
 Sala de Atendimento
 Sala de Reuniões
 Detalhes da Sala de Reuniões
Aspecto da Sala de Reuniões

FALTA DE VERGONHA NA CARA É A DERROGADA DA ÉTICA E DA MORAL, MAIS EU SABIA!!!


PREFEITURA DE GUAMARÉ: QUASE 200 MIL REAIS EM FOGOS DE ARTIFÍCIOS NO 1º SEMETRE DE 2014

O prefeito de Guamaré, uma cidade que se tem o gosto e o prazer de ter em seus cofre públicos todos os mese uma renda de quase 20 milhões de reais, também tem o luxo de gastar no primeiro semestre de 2014 a cifra de quase 200 mil reais pra se "queimar" fogos de artifícios. Somente nos festejos de emancipação política da cidade, o prefeito do PMDB Hélio gastou mais de 50 mil reais, já nas comemorações do fiasco desempenho da seleção brasileira, o prefeito ainda assim consegui gastar quase 20 mil reais de fogos, esses fogos foram estourados nos gols da Alemanha? ou na eliminação da seleção brasileira? Os dados estão no portal da transparência do município. 
Gastos com fogos de artifícios chega a quase 200 mil reais


Totalizados, pagamentos chega a quase 200 mil reais.

27 setembro 2014

SERÁ QUE TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL VAI TER PEITO PARA CASSAR KERGINALDO, VAMOS AGUARDAR!!!

 
De:
Manoel Nazareno (notification+29sa_66y@facebookmail.com) Este remetente está na lista de contatos.
Enviada:
sábado, 27 de setembro de 2014 15:14:18
Para:
Cyber-Macau (cybermacau@groups.facebook.com)
Facebook
 
Manoel Nazareno 27 de setembro de 2014 15:14
"AIJE Nº 51.731 Dra. Cristiany Maria Vasconcelos Batista
PROCESSO Nº 517 – 31 . 012.6.20.0030

Espécie: Ação de Investigação Judicial Eleitoral
Representante: Rômulo Carlos Paulista
Representados: Flávio Vieira Veras, Kerginaldo Pinto do Nascimento e Einstein Albert Siqueira Barbosa.

DECISÃO

Vistos.

Cuida-se de Ação de Investigação Judicial Eleitoral ajuizada por Rômulo Carlos Paulista em desfavor de Flávio Vieira Veras, Kerginaldo Pinto do Nascimento e Einstein Albert Siqueira Barbosa, na qual foi proferida sentença de procedência às fls. 386/395v.

Analisando, contudo, os autos após a publicação, constato equívoco de ordem material na sentença a ser corrigido de ofício.

É o sucinto relato, decido.

Consoante relatado, a presente Ação de Investigação Judicial Eleitoral foi julgada procedente e, consequentemente, decretada a inelegibilidade dos investigados por 8 (oito) anos, bem como cassados os diplomas de Kerginaldo Pinto do Nascimento e Einstein Albert Siqueira Barbosa, sendo ainda determinada a realização de novas eleições após o trânsito em julgado.

Ocorre, todavia, que, consoante se infere do documento de fl. 408, os investigados Kerginaldo Pinto do Nascimento e Einstein Albert Siqueira Barbosa não obtiveram mais da metade dos votos válidos nas eleições de 2012, como constou da parte final da sentença de fls. 396/395v, mas apenas 42,966%.

Nesse quadro, a teor do art. 224 do Código Eleitoral, deve assumir o segundo colocado, não sendo necessária a realização de novas eleições.

Assim, uma vez constatada ex officio o apontado equívoco de ordem meramente material, que não tem qualquer influência no julgamento nem prejuízo causa às partes, cabível, sem maiores delongas o seu pronto reconhecimento e correção, nos termos do art. 463, I, do CPC, aqui aplicado subsidiariamente.

Desta forma, corrijo e ofício erro material na sentença de fls. 386/395v, passando seu dispositivo a ter a seguinte redação:

Frente ao exposto, JULGO PROCEDENTE A INVESTIGAÇÃO JUDICIAL ELEITORAL para:

1. Cassar os diplomas de Kerginaldo Pinto do Nascimento e Einstein Albert Siqueira Barbosa, decretando-lhes a perda dos mandatos de Prefeito e Vice-Prefeito, respectivamente, o que faço com fundamento nos arts.19 e 22, inciso XIV, da Lei Complementar nº 64/90, com as alterações decorrentes da Lei Complementar nº 135/2010.

2. Decretar a inelegibilidade pelo período de 8 (oito) anos, a partir das eleições de 2012, dos investigados Flávio Vieira Veras, Kerginaldo Pinto do Nascimento e Einstein Albert Siqueira Barbosa, com base também nos arts.19 e 22, inciso XIV, da Lei Complementar nº 64/90, alterada pela Lei Complementar nº 135/2010.

Em consequência, deverão assumir os candidatos aos cargos de prefeito e vice-prefeito que ficaram em segundo lugar nas eleições municipais de 2012, posto que os investigados cassados não obtiveram mais de 50% dos votos válidos (art. 224 do Código Eleitoral).

Deixo de determinar o afastamento imediato dos investigados cassados dos respectivos cargos, tendo em vista que os efeitos da presente sentença não são imediatos, a teor do art. 15 da LC nº 64/90, com a redação dada pela LC nº 135/2010, ficando postergados para o trânsito em julgado ou decisão de órgão colegiado.

Oficie-se à Ouvidoria informando sobre o julgamento da presente ação.

Remetam-se cópia dos autos à Promotoria do Patrimônio Público da Comarca, a fim de que adote as providências que entender cabíveis relativamente a apuração dos ilícitos civis e criminais eventualmente decorrentes dos fatos tratados nesta ação.
Sem custas e honorários.
Publique-se. Registre-se. Intimem-se.”

21 setembro 2014

ESTA É DEMAIS, PELO AMOR DE DEUS AUTORIDADES, ISSO É UMA VERGONHA NACIONAL

PREFEITURA MUNICIPAL DE " FLAVIO VERAS "

Caminhão das lojas de Flávio nas
obras da Prefeitura de Macau
Desde o início do governo de Kerginaldo Pinto que percebe-se que quem manda e desmanda é o ex prefeito Flávio Veras, só que não se esperava ser de forma tão as claras. É percebido por todos a inoperância do prefeito Kerginaldo, onde a última palavra é a de Flávio.
 
A maiorias das obras do município é realizada pela MAC construção, empresa essa comandada pelo ex prefeito, mas mesmo nas obras que não é das responsabilidade da MAC, tem o dedo e a marca do comando de Flávio Veras, a última dessas é a reforma do telhado do mercado que já vai com três reformas somente nesse mandato, a empresa vencedora da licitação é a M&S empreendimentos, receberá mais de 200 mil reais pra reformar o telhado do Mercado modelo Albino melo, mas pelo que se ver é de total comando também a obra do mercado, vejam que os andaimes estão semdo transportados e tem um auxilio do caminhão das lojas do ex prefeito Flávio. Mesmo sendo investigado como o mentor de uma quadrilha que desviavam dinheiro de shows de bandas e estrutura de festejos local. percebe-se que Flávio Veras esta usando também a administração do seu gerente Kerginaldo Pinto.
 

Obra do mercado pertence a M&S



Flávio Veras no comando
 
Caminhão das empresa do ex prefeito nas obras da prefeitura
 
Ex prefeito de Macau no comando das obras 

08 setembro 2014

QUE É ISSO MINHA GENTE!!!



segunda-feira, 8 de setembro de 2014


ARREPENDIMENTO OU SENSACIONALISMO?

Ontem, a Igreja Matriz de Macau recebeu fiéis e algumas autoridades para celebrar a missa solene em comemoração a emancipação política da cidade de Macau. Dentre elas, a presença do atual Prefeito Kerginaldo Pinto. 

O Prefeito chamou atenção em um belo discurso referindo-se a palavra "família", discurso esse recheado de arrependimentos e remorso.

Mas não se iludam! O Prefeito encomendou uma pesquisa recentemente, onde seu nome aparece com uma rejeição nunca vista antes em Macau. E segundos seus aliados, ele teria recebido um ultimato do seu patrão, o ex-Prefeito para que cuide de reverter o quadro negativo que lhe persegue. 

Não será nada fácil a missão do Prefeito, haja vista que sua rejeição bate recorde na história de Macau. Dai estaria sendo pressionado a rever seus erros durante o início do seu mandato? Quando assunto é família, a população ver com mais cuidado.

26 agosto 2014

QUERO VER ESSE CRÁPULA NA CADEIA...SE NESTE PAÍS TIVER JUSTIÇA!!!

Transparência Macau

Terça-feira, 26 de agosto de 2014

" THE END "


ACÓRDÃOS
AGRAVO REGIMENTAL EM RECURSO EXTRAORDINÁRIO NO RECURSO ESPECIAL ELEITORAL Nº 35.350 (42022-
55.2009.6.00.0000) CLASSE 32 MACAU RIO GRANDE DO NORTE
Relator: Ministro Dias Toffoli
Agravantes: Flávio Vieira Veras e outra
Advogados: Paulo de Tarso Fernandes e outros
Agravado: Ministério Público Eleitoral
Ementa:
Ano 2014, Número 157 Brasília, segunda-feira, 25 de agosto de 2014 Página 168
Diário da Justiça Eletrônico do Tribunal Superior Eleitoral. Documento assinado digitalmente conforme MP n. 2.200-2/2001, de 24.8.2001, que
institui a Infra estrutura de Chaves Públicas Brasileira - ICP-Brasil, podendo ser acessado no endereço eletrônico http://www.tse.jus.br
Agravo regimental no recurso extraordinário no recurso especial eleitoral. Recurso a ser processado na Corte de origem. Matéria
relativa aos pressupostos de cabimento de recursos da competência de outras cortes não é dotada de repercussão geral.
Precedentes.
1. Insurgência voltada contra decisão que negou trânsito ao apelo extremo, por versar matéria que a Suprema Corte já assentou
ser desprovida de repercussão geral. Recebimento do agravo de instrumento como agravo regimental, em cumprimento a decisão
proferida por Ministro do Supremo Tribunal Federal.
2. Não foram atacados os fundamentos da decisão em que se concluiu pela inexistência de repercussão geral.
3. As matérias em discussão no recurso extraordinário (não cabimento de agravo de instrumento para reexame de provas e
ausência de impugnação dos fundamentos da decisão atacada) inegavelmente envolvem os pressupostos de cabimento de
recurso da competência do Tribunal Superior Eleitoral, o que não é dotado de repercussão geral. Precedentes do Supremo
Tribunal Federal.
4. Agravo regimental ao qual se nega provimento.
Acordam os ministros do Tribunal Superior Eleitoral, por unanimidade, em receber o agravo como agravo regimental e desprovêlo,
nos termos do voto do Ministro Dias Toffoli.
Brasília, 5 de agosto de 2014.
Presidência do Ministro Dias Toffoli. Presentes as Ministras Laurita Vaz e Luciana Lóssio, os Ministros Luiz Fux, João Otávio de
Noronha e Henrique Neves da Silva, e o Vice-Procurador-Geral Eleitoral, Eugênio José Guilherme de Aragão. Ausente,
ocasionalmente, o Ministro Gilmar Mendes.

21 agosto 2014

ISSO É UMA VERGONHA!!! E EM MACAU? CHEGA QUANDO???

Notícias de Guamaré ‏
   
 
 
De: N e t o Avelino dos Santos (netoguamare@hotmail.com) Este remetente está na
Enviada: quinta-feira, 21 de agosto de 2014 13:18:12
Para:
Notícia de Guamaré (vergonha)
 

TCE determina que Câmara de Guamaré suspenda pagamento de reforma em prédio

quarta-feira, 20 de agosto de 2014
 
 
A Primeira Câmara de Contas do TCE/RN aprovou nesta quinta-feira (14) voto do conselheiro Gilberto Jales pela concessão de medida cautelar para determinar à Câmara Municipal de Guamaré que se abstenha de efetuar qualquer pagamento que tenha por base os contratos de reforma e manutenção de seu prédio próprio, em especial aqueles referentes à parte elétrica, hidráulica, de dedetização e de eventuais reformas. Processo nº 2249/2013-TC. A decisão do relator foi tomada ao analisar denúncia e, após inspeção “in loco”, quando ficou constatado fortes indícios de superfaturamento em obras e serviços na sede do legislativo daquela cidade.
O Corpo Instrutivo do TCE observou que os R$ 2.222.303,21 que foram gastos com reforma, seriam suficientes para que se erguessem quatro prédios novos naquele local. Ou seja, as despesas verificadas equivaleriam a gastar, anualmente, em manutenção predial, mais que o valor total da construção da edificação. “Para se ter uma ideia, os valores com manutenção na sede deste Tribunal de Contas atingem a monta de R$ 38,00 por metro quadrado, enquanto que os gastos com manutenção da sede do Legislativo de Guamaré atingiram inimagináveis R$ 899,01 por metro quadrado.”, exemplifica o relator.
Em outro comparativo, se evidenciou que o TCE-RN, por exemplo, gastou R$ 640,00 com dedetização do prédio sede; o que dá um gasto médio de R$ 0,86/m², o Judiciário do Ceará, para mostrar outro exemplo, gastou R$ 2,09/m² para o mesmo serviço. Enquanto isso, a Câmara denunciada despendeu R$ 72.000,00 com o mesmo objeto, ou seja, R$ 96,95/m², registra o processo. Outro fato foi verificado pelos técnicos do TCE foi que entre os anos de 2010 a 2013 as mesmas empresas responsáveis por reparos elétricos e hidráulicos se mantiveram como vencedoras nos diversos certames realizados.
Com efeito, há evidências de que sabiam estar “refazendo” um serviço já realizado a menos de dois anos, cobrando por eles valores acima daqueles de mercado. De outro modo, há indícios, outros, de que tenham utilizado materiais de baixa qualidade ou, muito mais grave, conforme apresentações do Corpo Instrutivo desta Corte, de que sequer realizaram estes serviços, mesmo tendo recebido por eles. Além do desrespeito às leis de licitações e contratos, tem-se forte materialidade dos ilícitos vedados pela lei de improbidade.
Diante da gravidade dos fatos, o conselheiro Gilberto Jales votou pela realização de procedimento in loco, por uma equipe multidisciplinar, para que sejam analisadas as várias despesas realizadas por aquele poder, no último quadrimestre, em especial os gastos com pessoal e material de expediente. O voto foi pelo encaminhamento dos autos ao Ministério Público do Estado, para atuação no âmbito de sua competência.

14 agosto 2014

E HAJA DERROTA NISSO...SERÁ???

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

EX-PREFEITO FLÁVIO VERAS, O ÚNICO DERROTADO NAS ELEIÇÕES DA CÂMARA MUNICIPAL EM MACAU

A eleição antecipada da mesa diretora da câmara municipal teve um valor muito grande para o presidente Oscar Paulino e o presidente eleito Emanuel Galdino, pelo fato de terem articulado tanto com vereadores da situação e alguns setores da oposição. Como bem destacou o vereador Eli Montador, o PR se não ajudou, mas também não atrapalhou em nada, deixando a bancada votar em Emanuel Galdino e Oscar Paulino, Já o vereador Dércio Cabral deixou claro nas articulações, que só votaria se a candidatura de Emanuel fosse uma candidatura independente, ou seja que não partisse do ex prefeito Flávio Veras. E assim aconteceu. Já por outro lado o prejuízo do ex prefeito Flávio Veras foi enorme, perdeu uma eleição que ele nunca perdeu, a de eleger o presidente daquela casa um verdadeiro "CAMBÃO". Flávio desconfiava das articulações, só que nunca acreditava na ousadia dos seus aliados em querem mostrar uma resposta a seus tratamentos como aliados, o ex prefeito se transformou ao tomar conhecimento da eleição e ficou desequilibrado chegando a ir à ir a uma sessão tumultua-la. resultado, Emanuel será presidente e o ex prefeito reconheceu sua derrota ao questionar na justiça a eleição.